Notícia

11 de Dezembro de 2019
Gasto médio com as compras de Natal será de R$ 287,88 em Mossoró

O Departamento de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio Grande do Norte (Fecomércio/RN) realizou pesquisa de intenção de compras para o Natal e uso do 13º salário em Mossoró e Natal. A data é a mais importante para o comércio.

De acordo com o estudo, o gasto médio do mossoroense com os presentes neste ano será de R$ 287,88 contra R$ 271,41 no ano passado. O aumento será de 6,1% em relação a 2018. Na capital do estado, o gasto médio será de R$ R$ 310,67, um aumento de 7% em relação à pesquisa de 2018, quando o gasto médio foi de R$ 290,34.

Segundo a pesquisa, 44,3% dos mossoroenses devem pagar dívidas usando os recursos do 13º salário. Em Natal o percentual é de 43,7%. Na Capital do Oeste, 34,2% dos entrevistados vão usar o abono para as compras de final de ano. O número é superior a capital do estado. Lá, 25,7% disseram que vão usar os recursos do 13º para as compras. Ainda tem aqueles de irão usar o dinheiro para pagar as despesas típicas do início do ano, como o IPTU e IPVA (15,1% em Natal e 8,7% em Mossoró).

Quando perguntados se irão comprar presentes neste final de ano, 67,1% dos natalenses e 66% dos mossoroenses responderam que sim. Em 2018, 66,2% dos consumidores natalenses e 65,7% dos mossoroenses pretendiam presentear durante as comemorações do Natal. O perfil das pessoas que pretendem comprar presentes em Natal é de homens (69%), com idades entre 18 e 44 anos (67,9%). Já em Mossoró, a maioria são mulheres (66,2%), com idade entre 18 e 24 anos (73%).

Entre os que não irão presentear (32,9% em Natal e 34% em Mossoró), os principais motivos alegados foram a falta de dinheiro (36,3% – Natal; 48,8% – Mossoró); o desemprego (23,7% – Natal; 14,1% – Mossoró); porque querem poupar (19,1% – Natal; 18,8% – Mossoró); ou porque estão com contas ou dívidas (14,4% – Natal; 17,6% – Mossoró).

Antes das compras, a maioria dos entrevistados (80,6% – Natal; 86,4% – Mossoró) afirmam que vão fazer pesquisa de preço. E os produtos mais procurados devem ser as roupas, que aparecem inclusive com o mesmo percentual nas duas cidades (57,3% das intenções). Em seguida vem os brinquedos (26,5% – Natal; 23,6% – Mossoró); os itens de perfumaria (21,5% – Natal; 18,8% – Mossoró); e os calçados (15,5% – Natal; 15,8% – Mossoró). A maioria dos entrevistados querem comprar até três presentes (65,1% – Natal; 67,9% – Mossoró).

Com relação à forma de pagamento, a mais usada deverá ser a modalidade à vista em dinheiro (61,6% – Natal; 52,4% – Mossoró). Em seguida vem o cartão de crédito no parcelado (31,1% – Natal; 39,1% – Mossoró); e no cartão de débito (6,8% – Natal; 7,6% – Mossoró).

Os principais presenteados neste período natalino serão os filhos (47,3% – Natal; 48,2% – Mossoró); as mães (43,4% – Natal; 44,2% – Mossoró); os cônjuges (31,7% – Natal; 25,2% – Mossoró); e os pais (24,4% – Natal; 23,6% – Mossoró).

Fonte: Fecomércio/RN


Autor: Assessoria de Imprensa


WhatsApp

Outras Notícias